Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Assad sente-se acuado devido a reunião de representantes da Rússia com sírios alauítas

Presidente da Síria Bashar al-Assad, 15 de abril de 2016
Presidente da Síria Bashar al-Assad, 15 de abril de 2016

O Presidente da Síria Bashar al-Assad está estremecido por encontros entre representantes da Rússia e membros da comunidade alauíta, reportou a rede russa NEWSru.

O website russo reportou que as reuniões foram realizadas na sede da missão diplomática da Rússia nas Nações Unidas, em Genebra, Suíça. Participantes relataram ter recebido ameaças de morte devido às conversas.

Assad, prosseguiu a reportagem, considera tais encontros como ameaça a sua legitimidade como representante do grupo alauíta e suposto defensor de seus interesses, em particular considerando que as delegações engajaram-se em trocas diretas com a Rússia – aliado militar e político majoritário da Síria.

Há relatos de disposição russa em reunir-se com todas as partes em conflito na Síria, via seus diplomatas, para compreender as posições e perspectivas distintas sobre o futuro do país, concomitante ao compromisso de preservar a centralidade do estado.

LEIA: Rússia pretende fechar fronteiras entre Turquia e Síria, utilizadas para entrega humanitária

As conversas, conforme relatos dos participantes, poderão pavimentar o caminho para negociações mais amplas, a fim de determinar o futuro da Síria.

O site de notícias explicou que as pressões atualmente exercidas sobre os alauítas geraram uma corrente de oposição dentro do grupo diante de Assad. Observou ainda que a crise referente a Rami Makhlouf, primo de Assad, acusado de corrupção, revelou a dimensão das diferenças internas na família do presidente.

Categorias
Europa & RússiaNotíciaOriente MédioRússiaSíria
Show Comments
Show Comments