Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Governador iemenita pede que os EAU tirem as mãos do petróleo, gás e portos de seu país

Príncipe herdeiro xeque Mohammed Bin Zayed em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, em 1 de dezembro de 2016 [Gabinete do Presidente Egípcio / ApaImages]
Príncipe herdeiro xeque Mohammed Bin Zayed em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, em 1 de dezembro de 2016 [Gabinete do Presidente Egípcio / ApaImages]

O governador da região de Al Mahwit, Iêmen, Saleh Sami, pediu ao príncipe herdeiro dos Emirados Árabes Unidos, Mohammed Bin Zayed, que tire as mãos do petróleo, gás e portos do Iêmen.

No Twitter, Sami escreveu: “Oh, coalizão [liderada pela Arábia Saudita], não queremos que você arme nosso exército ou mantenha nossa segurança. Pedimos apenas a [Mohammed] Bin Zayed que tire as mãos de nossos portos e pare de impedir a exportação de nosso gás e petróleo”.

Segundo relatos locais, os Emirados Árabes Unidos estão controlando os principais portos do Iêmen por meio de seus mercenários.

As milícias s se recusam a deixar a usina de Belhaf, o maior projeto econômico do país.

LEIA: ‘Emirados Árabes Unidos fortalecem laços com Teerã’, afirmam experts iranianos

O governo do Iêmen, apoiado pela Arábia Saudita, acusa os Emirados Árabes Unidos de apoiar o Conselho de Transição do Sul separatista (STC) para servir seus interesses no Iêmen. Abu Dhabi nega.

Em 25 de abril, o STC anunciou o autogoverno no sul do país, enquanto as forças apoiadas pelos Emirados Árabes Unidos realizaram um “golpe” no arquipélago de Socotra, segundo fontes do governo.

LEIA: Somália rejeita oferta ‘ridícula’ dos Emirados Árabes Unidos para entrar na guerra do Iêmen

Categorias
Emirados Árabes UnidosIêmenNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments