Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Líbano proíbe palestinos de comprar dólares subsidiados

Dólares americanos [foto de arquivo]
Dólares americanos [foto de arquivo]

O Sindicato de Profissionais de Câmbio do Líbano proibiu cidadãos não-libaneses de comprar dólares subsidiados, reportou ontem (5) a agência Al Watan Voice.

Em resposta à decisão, o movimento palestino de Jihad Islâmica declarou: “A ordem do Sindicato de Profissionais de Câmbio do Líbano mantém a onda de decisões opressivas cujos alvos de fato são os refugiados palestinos.”

A decisão afeta mensalidades universitárias e custos de residência de refugiados palestinos no exterior, esclareceu o movimento, além da capacidade de custeio sobre aluguéis e mesmo bens alimentares.

“Todos sabem que os refugiados palestinos contribuem para canalizar capital estrangeiro ao mercado libanês, via transições regulares e ongs humanitárias locais e internacionais”, prosseguiu o comunicado.

LEIA: Líbano e Iraque discutem troca de petróleo por comida

O grupo palestino exortou o governo libanês a agir rapidamente para interromper as políticas de opressão e discriminação contra refugiados palestinos.

Os bancos do Líbano proibiram todas as transferências internacionais em novembro último, como tentativa de impedir a fuga de capital, à medida que o país enfrenta sua pior crise fiscal e econômica em 30 anos.

A moeda nacional, a lira libanesa, perdeu mais de 80% de seu valor desde outubro de 2019; é comercializada agora em aproximadamente 9.000 liras para cada um dólar.

A crise financeira afeta diretamente a população como um todo, junto de cortes frequentes em energia, grave aumento nos preços dos alimentos e alta taxa de desemprego.

LEIA: Ministro da Saúde do Líbano celebra enquanto aumentam os casos de coronavírus

Categorias
LíbanoNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments