Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel dispersa protestos do Dia de Nakba na Cisjordânia

Forças israelenses reprimem palestinos durante uma manifestação na cidade de Es-Saviye que marca o 72º aniversário de Nakba, também conhecido como Dia da Catástrofe de 1948, e de protesto contra assentamentos judeus ilegais, na cidade de Nablus, na Cisjordânia, em 15 de maio de 2020. [Issam Rimawi - Agência Anadolu]

Pelo menos cinco palestinos foram afetados por bombas de gás lacrimogêneo disparadas pelas forças de segurança israelenses no norte da Cisjordânia ocupada durante um protesto que coincidiu com o 72º aniversário do Dia da Nakba, marcado anualmente em 15 de maio, informa a Agência Anadolu.

Testemunhas oculares disseram à Agência Anadolu que o exército israelense dispersou um protesto realizado por palestinos na cidade de As-Sawiya contra a decisão de autoridades israelenses de confiscar terras da cidade para expandir assentamentos israelenses nas proximidades.

Equipes médicas palestinas disseram que trataram cinco manifestantes afetados pelo gás lacrimogêneo.

Dia da Nakba: Hamas enfatiza rejeição a projetos que minam a causa palestina

Os moradores de As-Sawiya organizaram manifestações pela segunda semana para protestar contra a decisão.

Atualmente, cerca de 650.000 judeus israelenses vivem em cerca de 164 assentamentos e 116 postos de assentamento construídos na Cisjordânia ocupada e em Jerusalém Oriental.

O direito internacional considera a Cisjordânia e Jerusalém Oriental como territórios ocupados e considera ilegal toda a atividade de construção de assentamentos judaicos.

Os palestinos usam o termo Nakba, que significa “catástrofe”, para se referir às expulsões de 1948 pelas gangues sionistas na histórica Palestina.

ASSISTA: Na Nakba, em 1948, mais de 800 mil palestinos foram expulsos de suas terras

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments