Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Exército de Israel quer militarizar o combate ao coronavírus

Forças israelenses montam guarda em postos de controle estabelecidos especialmente contra a pandemia de coronavírus (Covid-19), em Jerusalém, 20 de março de 2020 [Mostafa Alkharouf/Agência Anadolu]

O Exército de Israel propôs assumir a responsabilidade pela batalha nacional contra o surto de coronavírus (Covid-19), segundo informações da imprensa local.

Segundo a agência de notícias Quds Press, a emissora estatal israelense Kan afirmou que a proposta foi apresentada dentre receios de que o país possa perder o controle sobre a propagação da nova pandemia.

O jornal Times of Israel reportou mais cedo que líderes do exército israelense pediram às suas unidades que mantenham “o mais alto nível de prontidão”.

A proposta é baseada na decisão de 2006 que encarregou o Ministério da Defesa de compor uma equipe de gerenciamento de crise em coordenação com líderes internos, comissões e conselhos responsáveis pelas instalações públicas.

A decisão autoriza esta equipe a administrar todos os departamentos do governo durante estado de emergência.

Hidai Zilberman, porta-voz do Exército de Israel, relatou ao Times of Israel que os militares estão trabalhando em diversas áreas, como assistência a autoridades civis no combate à doença, preparação para a possibilidade de novas intervenções e apoio ao público caso a situação se deteriore ainda mais.

A emissora israelense Channel 12 reportou nesta manhã que o número de israelenses infectados com coronavírus chegou a 1.656 pessoas, incluindo 19 pacientes em estado grave e 25 soldados.

LEIA: Israel fecha a maioria dos portões da Mesquita Al-Aqsa

Categorias
CoronavírusIsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments