Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel reprime protestos palestinos no Vale do Jordão e fere 56 pessoas

Soldados israelenses reprimem com gás lacrimogêneo protestos palestinos contra o ‘plano de paz’ do Presidente dos Estados Unidos Donald Trump para o Oriente Médio, nos territórios ocupados do Vale do Jordão, Cisjordânia, 25 de fevereiro de 2020 [Issam Rimawi/Agência Anadolu]

Estima-se que 56 pessoas ficaram feridas devido à repressão israelense sobre protesto palestino no norte do território ocupado do Vale do Jordão, nordeste da Cisjordânia, nesta terça-feira (25), segundo informações divulgadas pelo Crescente Vermelho Palestino.

A agência Anadolu reportou que seis dos feridos foram baleados com munição real e outros cinco foram atingidos com balas de borracha, conforme registrado ao serem transferidos para hospitais locais. Além destes, oito palestinos tiveram de receber tratamento médico devido à inalação de gás lacrimogêneo.

Os palestinos reuniram-se na área para protestar contra o “plano de paz” proposto pelo Presidente dos Estados Unidos Donald Trump, propagandeado como “acordo do século”, que concede a Israel poder para anexar a maior parte da Cisjordânia ocupada.

Forças da ocupação impediram que muitos manifestantes sequer chegassem ao local de protesto, reportou a Anadolu.

Esta manifestação também ocorreu diante do anúncio israelense de planos para construção de 46.000 novas unidades de assentamentos na Cisjordânia ocupada. Todos os assentamentos nos territórios ocupados são considerados ilegais pela lei internacional.

“Este número aumentará três vezes após a implementação do acordo do século”, prometeu em declaração o Ministro de Construção e Habitação de Israel Yifat Shasha Biton.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments