Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Emirados Árabes Unidos autorizam operação de primeiro setor de usina nuclear

Bandeira da Agência Internacional de Energia Atômica [iaea.org]

A Autoridade Federal para Regulação Nuclear (FANR) dos Emirados Árabes Unidos emitiu licença de operação para o primeiro setor da Usina Nuclear de Barakah.

Hamad Al-Kaabi, representante permanente dos Emirados Árabes Unidos para a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), afirmou que o Conselho de Diretores da FANR concedeu alvará de funcionamento à Companhia de Energia Nawah, naquilo que considerou “momento histórico” para a nação.

Declarou Al-Kaabi: “A realização desta conquista distinta não seria possível sem a visão sábia do estado e sua liderança, que concentrou-se na formação de um programa pacífico de energia nuclear, a fim de garantir que se cumpram as necessidades do futuro energético do país.”

Em janeiro, autoridades de Abu Dhabi anunciaram que sua primeira usina nuclear entraria em funcionamento dentro de “poucos meses”. Na ocasião, Al-Kaabi confirmou a informação, ao reiterar que o programa nuclear emiradense poderia contribuir para os esforços nacionais diante das metas de desenvolvimento e sustentabilidade. Contudo, não concedeu datas específicas.

A Usina Nuclear de Barakah estava prevista para ser aberta no final de 2017, mas a data de inauguração foi postergada diversas vezes.

Localizada a oeste de Abu Dhabi, a usina foi construída por um consórcio liderado pela empresa KIPCO, da Coréia do Sul, em acordo estabelecido no valor de mais de US$ 20 bilhões.

Quando estiver plenamente operacional, seus quatro reatores nucleares serão capazes de fornecer 25 por cento das demandas energéticas dos Emirados Árabes Unidos.

Categorias
AIEAEAUNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments