Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Diálogo Arábia-Qatar ára para acabar com disputa no Golfo fracassam, diz agência

Rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz Al Saud na 39ª Cúpula do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) em Riad, na Arábia SauditaE em 9 de dezembro de 2018. [Bandar Algaloud/ Conselho do Reino Saudita/Divulgação/Agência Anadolu]

As negociações entre a Arábia Saudita e o Catar para resolver uma disputa entre os dois países membros do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC) entraram em colapso logo após o início em outubro do ano passado; A Reuters atribuiu a informação a seis fontes, ontem.

A agência de notícias citou quatro diplomatas ocidentais no Golfo e duas fontes familiarizadas com o Catar.

Segundo os relatos, a prioridade do Catar nas negociações foi restaurar a liberdade de movimento de seus cidadãos, reabrir o espaço aéreo dos países boicotadores e a única fronteira terrestre do Catar com a Arábia Saudita.

Três dos diplomatas disseram à Reuters que Riad queria que o Catar mostrasse primeiro uma mudança fundamental em seu comportamento, especialmente em sua política externa.

Duas fontes do Golfo familiarizadas com as negociações disseram que a Arábia Saudita, que representa os países que boicotam o Catar, encerrou as negociações após a cúpula anual do GCC realizada em Riad em dezembro.

Os diplomatas ocidentais disseram que Riad queria alcançar uma vitória da política externa antes de sediar a Cúpula do G20 em 2020 e se recuperar dos danos causados à sua reputação pelo assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi em 2018.

As negociações entre Arábia Saudita e Catar começaram em outubro, mais de dois anos depois que Riad, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito cortaram laços com Doha, alegando que apoiava terroristas. O Catar nega veementemente as acusações.

Categorias
Arábia SauditaCatarNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments