Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ação militar contra as forças americanas ainda é uma ‘opção viável’, alerta líder xiita

Qais al-Khazali, líder do grupo paramilitar iraquiano Asaib Ahl al-Haq

A retaliação através de ataques militares às forças militares dos Estados Unidos (EUA) no Iraque ainda é uma “opção viável”, após dois assassinatos recentes de líderes iranianos proeminentes, anunciou no sábado o chefe do grupo Asaib Ahl Al-Haq Shia, apoiado por Teerã.

“A opção de resposta militar às forças americanas no Iraque ainda está sobre a mesa”, disse Qais Al-Khazali em entrevista.

Ele observou que o presidente dos EUA, Donald Trump, “cruzou todas as linhas vermelhas no Iraque”, explicando que o assassinato do principal comandante iraniano Qassem Soleimani e do vice-comandante das Forças de Mobilização Popular do Iraque (PMF) Abu Mahdi Al-Muhandis são “um crime grave . ”

No início de janeiro, o parlamento do Iraque aprovou uma resolução pedindo ao governo que acabasse com a presença de tropas estrangeiras no Iraque e garantisse que não usassem suas terras, ar e águas por qualquer motivo. A ação ocorreu após o assassinato de Soleimani e Al-Muhandis. Mais tarde, o Irã retaliou com um ataque de mísseis contra uma base americana no Iraque.

Categorias
Ásia & AméricasEUAIrãIraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments