Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Parlamento palestino pede que a Arábia libere prisioneiros palestinos

Rei da Arábia Saudita Salmanin Abdulaziz Al-Saud na Arábia Saudita. Em 1º de junho de 2019 [Bandar Algaloud/Agência Anadolu]

O primeiro vice-presidente do parlamento palestino, Ahmad Bahar, pediu ontem ao rei saudita Salman Bin Abdulaziz que liberte prisioneiros palestinos mantidos no reino, informou o jornal Felestin.

Durante uma reunião com as famílias dos prisioneiros, Bahar disse que os prisioneiros palestinos nas prisões sauditas não violaram as regras do país.

Abdul Majeed Al-Khodari, irmão de Mohammad Al-Khodari, que foi detido em abril, disse que as famílias dos prisioneiros formaram um corpo popular para organizar atividades de apoio aos prisioneiros.

O objetivo, segundo ele, é dar visibilidade para a questão dos prisioneiros e espalhar a consciência sobre eles e sua tragédia.

Em setembro, o Movimento de Resistência Islâmica da Palestina, o Hamas, revelou que a Arábia Saudita havia prendido dezenas de palestinos, incluindo Al-Khodari, representante oficial do Hamas no Reino, seu filho e outros.

Grupos de direitos humanos revelaram que Al-Khodari está sofrendo de doenças graves e declararam que os prisioneiros foram expostos a duros tratamentos e tortura dentro das prisões sauditas.

Os grupos de direitos pediram que o reino os libertasse imediatamente ou divulgasse os motivos de sua detenção.

Categorias
Arábia SauditaNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments