Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Relatório aponta 3.987 refugiados palestinos mortos na Síria desde 2011

Crianças palestinas seguram bandeiras em solidariedade com os refugiados palestinos na Síria [apaimages]

Pelo menos 3.626 refugiados palestinos foram mortos na Síria entre março de 2011 e junho de 2019, revelou ontem o Grupo de Ação para Palestinos na Síria.

O número inclui os refugiados palestinos mortos em ataques no país devastado pela guerra, nas prisões e durante as jornadas migratórias.

Segundo o Grupo de Ação, 1.977 foram mortos em campos de refugiados, com aumento de 24 vítimas quando comparado ao ano passado.

Quase 75 por cento dos refugiados eram do campo de refugiados de Yarmouk, com cerca de 1.422 vítimas, segundo o grupo, que atrbui as mortes no país às conseqüências do cerco à área.

Daraa registrou 263 mortes, Khan Al-Sheikh 202, Aleppo 168 e Al-Hussainiyeh 124, conforme o relaatório. Cerca de 188 refugiados cuja residência é desconhecida também foram mortos.

O grupo disse que 1.212 morreram em ataques aéreos, 1.077 morreram por disparos, 604 foram torturados até a morte em prisões sírias, 311 morreram após serem alvos de atiradores snippers e 205 morreram como resultado de fome e falta de assistência médica.

Categorias
NotíciaOriente MédioPalestineSíria
Show Comments
Show Comments