Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Irã rejeita pedido da França por novas negociações nucleares

Presidente da França Emmanuel Macron realiza uma coletiva durante a Reunião dos Líderes da União Europeia, em Bruxelas, Bélgica, 22 de março de 2019 [Dursun Aydemir/Agência Anadolu]

O Irã rejeitou o pedido da França por diálogos internacionais mais amplos sobre o programa nuclear e as ambições militares do país do Golfo. A decisão iraniana foi anunciada ontem, afirmando que discutirá com as potências globais somente o acordo de 2015.

Nesta sexta-feira, o presidente francês Emmanuel Macron declarou que França e Estados Unidos desejam impedir que o Irã adquira armas nucleares e enfatizou que novas conversas devem se concentrar em conter o programa balístico de mísseis iraniano, entre outras questões.

Entretanto, o Ministro de Relações Internacionais do Irã rejeitou os comentários de Macron e declarou que o Irã se recusa a discutir qualquer outro assunto senão o acordo de 2015, do qual o presidente dos Estados Unidos Donald Trump recuou no ano passado, como parte de um esforço para intensificar as restrições a Teerã.

Abbas Mousavi, Ministro de Relações Internacionais iraniano, asseverou em uma declaração que “conversar sobre questões fora do escopo do acordo irá levar, à luz dessas circunstâncias, a maiores desconfianças entre os outros signatários.”

A França e os outros signatários da União Europeia declararam que desejam preservar o acordo. Porém, muitas empresas nos países europeus cancelaram seus acordos com o Irça sob pressão econômica exercida pelos Estados Unidos.

Ao citar a declaração de Mousavi, a televisão pública iraniana relatou ontem que “os europeus, até então, fracassaram em cumprir suas obrigações referentes ao acordo, embora ainda protejam os interesses do Irã após a revogação ilegal dos Estados Unidos.”

Em contraponto, o Presidente dos Estados Unidos Donald Trump alegou ontem que o Irã está em processo de colapso devido à pressão exercida pelas sanções econômicas, à medida que reitera seus pedidos por novas conversas com o Irã.

Mousavi criticou os comentários de Trump como “repetitivos, infundados e contraditórios” e declarou que “não são dignos de resposta”.

O Aiatolá Ali Khamenei, Líder Supremo do Irã, rejeitou o pedido dos Estados Unidos por novas negociações. Contudo, o presidente iraniano Hassan Rouhani sugeriu certa boa vontade por parte do Irã em dialogar com os Estados Unidos, caso demonstrem respeito e voltem a assinar o acordo nuclear.

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosEuropa & RússiaFrançaIrãNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments