Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Palestina disputará pela segunda vez a Copa dos Refugiados e Imigrantes

Primeira participação da equipe palestina foi no torneio realizado em agosto de 2019, também em Porto Alegre

Atletas de origem palestina disputarão, neste final de semana, a Copa dos Refugiados e Imigrantes do Rio Grande do Sul. O torneio, que é de futebol 7 society, acontecerá neste domingo, das 8 às 18 horas, no estádio do SESC, em Porto Alegre (avenida Protásio Alves, 6.220).

É a segunda vez que a comunidade palestina do Rio Grande do Sul organiza uma equipe para disputar a Copa. A primeira foi em 2019, última edição da Copa, paralisada em virtude da pandemia da Covid-19, quando doze equipes disputaram o torneio e a Palestina conquistou a quinta colocação.

Nesta edição a competição tem dez equipes inscritas. A equipe palestina inscreveu quinze atletas e três integrantes da comissão técnica. Nenhum é profissional ou disputa torneios e campeonatos regulares. Todos praticam o esporte por lazer, mas estão treinando coletivamente há um ano para estarem tática e fisicamente preparados para o torneio.

Neste ano a equipe palestina disputou dois torneios, ambos de futebol 7 society, enfrentando adversários do Brasil inteiro, quase todas com nível profissional e até com atletas e comissões técnicas da seleção brasileira da modalidade. Segundo os atletas palestinos, valeu pela experiência.

ASSISTA: Gaza comemora Copa do Mundo no Catar

Ainda não houve o sorteio para definição das chaves e dos horários das partidas. A expectativa é que o sorteio ocorra nesta sexta-feira, 25, quando será divulgada a tabela dos jogos.

A equipe palestina espera uma grande torcida para motivá-la e levá-la para além da terceira colocação conquistada em 2019.

A novidade desta edição é que haverá, na solenidade de abertura, apresentações culturais e artísticas representando cada coletividade étnica inscrita na Copa. O Grupo Terra, de dança palestina, se apresentará representando a Palestina.

Copa dos Refugiados

A Copa dos Refugiados foi idealizada pela ONG África do Coração e é realizada com apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). Secretarias estaduais e municipais, outras ONGs e empresas também apoiam e patrocinam a Copa, que neste ano será realizada, além do Rio Grande do Sul, nas capitais dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais e Bahia e no Distrito Federal. As seleções campeãs de cada etapa estadual disputam a final nacional em São Paulo.

De acordo com os organizadores, a Copa visa à “confraternização das comunidades dos refugiados e imigrantes” e à construção e visibilização de uma “pauta positiva para a causa dos refugiados”, que contribua para “quebrar o preconceito e quebrar barreiras culturais”. O grande objetivo é a “inclusão social (de refugiados e imigrantes) no Brasil”.

As seis etapas reunirão, segundo a organização, dois mil atletas de 27 nacionalidades, número que ultrapassa quatro mil quanto considerados todas as pessoas envolvidas na organização da competição.

Publicado originalmente em FEPAL

 

Categorias
América LatinaÁsia & AméricasBrasilNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments