Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Seleção feminina de futebol saudita empata em primeiro jogo internacional em casa

1
Bayan Sadagah (centro, à esquerda) comemora gol durante amistoso entre Arábia Saudita e Butão, no Estádio Príncipe Sultan bin Abdulaziz, em Abha, 24 de setembro de 2022 [AFP via Getty Images]

A seleção de futebol feminina da Arábia Saudita fez história neste sábado (24) após disputar sua primeira partida internacional em casa.

A equipe conhecida como Falcões Verdes – comandada pela treinadora alemã Monika Staab – empatou em três a três com as visitantes do Butão no Estádio Príncipe Sultan bin Abdulaziz, na cidade de Abha.

A equipe butanesa conquistou vantagem, mas Noura al-Ibrahim fez o gol de empate saudita no último minuto do segundo tempo.

Arábia Saudita e Butão voltaram a jogar na próxima quarta-feira (28).

Staab foi contratada como treinadora pela Federação de Futebol Saudita (SAFF), no último ano, para preparar a recém-formada seleção feminina, pouco menos de um após ser criada a Liga de Futebol Feminino da Arábia Saudita.

“Não importa se vencemos, perdemos ou empatamos, esses jogos em casa são um momento histórico na jornada de transformação do futebol feminino na Arábia Saudita”, alegou Yasser al-Misehal, presidente da federação nacional desportiva.

“Além de melhorarmos em campo, meninas e mulheres de todo o país sentem o impacto dos jogos da seleção feminina e se inspiram em praticar esportes”, acrescentou Misehal.

Antes do jogo de ontem, a equipe disputou apenas dois jogos contra Seychelles e Maldivas em fevereiro, com dupla vitória de dois a zero. Ambos os jogos conquistaram elogios da lenda do futebol brasileiro, Pelé.

Em 15 de setembro, a SAFF lançou a primeira edição de seu torneio nacional feminino, com participação de oito times. A temporada começa oficialmente em 13 de outubro, com jogos de ida e volta e um total de 56 partidas, segundo a rede Arab News.

A federação saudita aprovou também a criação de uma Primeira Divisão, cujos jogos começam em novembro.

LEIA: Missão saudita na cápsula SpaceX incluirá primeira astronauta árabe

A seleção feminina e a liga nacional são consideradas parte do projeto Visão 2030, promovido pelo príncipe herdeiro e governante saudita Mohammed bin Salman. O esquema busca instituir reformas econômicas e sociais e alega ênfase em esporte e emancipação das mulheres.

“O esporte é uma parte importante da economia”, destacou Ibrahim al-Kassim, secretário-geral da SAFF nesta semana. “Não apenas o futebol contribui diretamente para a economia por meio de empreendimentos comerciais e de marketing, mas também de formas indiretas”.

Um artigo do site de notícias Goal observou: “A importância do futebol no projeto Visão 2030 é evidente com o fato de que a Arábia Saudita tenta obter os direitos de sede da Copa da Ásia de 2027 e da Copa Feminina da Ásia de 2026”.

Críticos, contudo, reiteram que os avanços pontuais nos direitos das mulheres são insuficientes e que o investimento no esporte é uma forma de encobrir persistentes violações de direitos humanos cometidas pela monarquia – prática conhecida como sportswashing.

Categorias
AlemanhaArábia SauditaÁsia & AméricasBrasilButãoEuropa & RússiaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments