Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Menina palestina de dez anos se torna 48ª vítima dos ataques a Gaza

Destroços deixados pelos bombardeios israelenses contra Rafah, no sul da Faixa de Gaza, em 7 de agosto de 2022 [Mohammed Asad/Monitor do Oriente Médio]
Destroços deixados pelos bombardeios israelenses contra Rafah, no sul da Faixa de Gaza, em 7 de agosto de 2022 [Mohammed Asad/Monitor do Oriente Médio]

Uma menina palestina de dez anos faleceu nesta quinta-feira (11) após sofrer ferimentos na cabeça devido aos ataques israelenses contra a Faixa de Gaza, na última semana.

Layan al-Shaer – residente de Khan Yunis, no sul de Gaza – foi transferida na última terça-feira (9) ao Hospital de al-Makassed, em Jerusalém Oriental ocupada, à medida que suas condições de saúde se deterioraram.

O Ministério da Saúde em Gaza confirmou que Layan foi atingida por um estilhaço que danificou áreas vitais de seu cérebro.

Conforme a agência de notícias Wafa, sua morte elevou o índice total de vítimas palestinas da última ofensiva israelense a 48 pessoas – incluindo quatro mulheres e 17 crianças. Além disso, em torno de 360 palestinos ficaram feridos, dentre os quais, ao menos 151 crianças.

Fontes médicas reportaram que diversos feridos permanecem em estado grave e que a taxa de óbito deve aumentar nos próximos dias.

Habitada por 2.3 milhões de pessoas, a Faixa de Gaza é submetida a um severo cerco israelense desde 2007, que afeta a subsistência da população empobrecida e seu acesso a serviços básicos no pequeno território costeiro.

Nesta semana, Salama Marouf – porta-voz do governo em Gaza – reforçou apelos pelo fim da política de punição coletiva imposta contra a população palestina.

“Peço à comunidade internacional que suspenda o bloqueio a Gaza”, reafirmou Marouf.

LEIA: Embaixada russa acusa Lapid de hipocrisia, após ataque a Gaza

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments