Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Corte de recursos da Jordânia mantém dissolução de Sindicato dos Professores

Polícia da Jordânia fecha vias de acesso ao gabinete do primeiro-ministro, na capital Amã, 29 de julho de 2020 [Jordan Pix/Getty Images]

A Corte de Primeira Instância de Amã manteve uma decisão judicial de 2020 para dissolver o Sindicato dos Professores da Jordânia – maior associação trabalhista do reino.

O veredito sucede um recurso registrado pelo conselho da entidade sindical, contestando sentenças de um ano de prisão deferidas contra seus associados por “assembleia ilegal” e “incitação de ódio” em instituições de ensino.

A corte reduziu suas penas de um ano a três meses de prisão.

Fundado em 2011, o sindicato possui hoje 140 mil membros. Em 25 de julho de 2020, a entidade foi fechada pelas autoridades sob acusação de “desvio de recursos”.

Especialistas alertam que o governo se voltou contra o sindicato devido a supostos vínculos com a Irmandade Muçulmana.

LEIA: Liberalismo e o novo governo jordaniano!

Categorias
JordâniaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments