Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Tribunal de Berlim mantém proibição de manifestações palestinas do ‘Dia da Nakba’

Manifestantes marcham no Dia da Nakba no distrito de Neukoelln para protestar pelos direitos dos palestinos, em 15 de maio de 2021 em Berlim, Alemanha Sean Gallup/Getty Images)

Um tribunal de Berlim confirmou, na sexta-feira (13), a proibição de todas as manifestações palestinas do “Dia da Nakba” que estavam programadas para ocorrer na capital alemã neste fim de semana, informou o jornal Tagesspiegel, com sede em Berlim.

O tribunal administrativo proibiu cinco manifestações palestinas, porque era um risco de violência ou chamadas inflamatórias ou antissemitas, informou a Agência Anadolu.

Dia da Nakba 1948 – charge [Latuff / Monitor do Oriente Médio]

Reagindo à proibição, o grupo cívico palestino Palestine Speaks criticou fortemente a proibição de suas manifestações como um ataque aos direitos básicos de liberdade de reunião e liberdade de expressão.

“A proibição dos eventos comemorativos pela polícia de Berlim restringe os palestinos na Alemanha em seus direitos fundamentais e é preocupante em vários níveis, de acordo com os padrões de um Estado constitucional democrático”, disse o grupo em comunicado.

“Os eventos comemorativos da Nakba são uma maneira importante para nós, palestinos, na Alemanha, lembrarmos a injustiça perpetrada contra nossos ancestrais e defendermos os direitos humanos dos palestinos em todos os lugares”, de acordo com um porta-voz não identificado do Palestine Speaks.

Grupos palestinos anunciaram que protestariam contra as políticas de Israel no dia da Nakba (Catástrofe), especialmente no sábado e no domingo.

As manifestações foram planejadas por causa do chamado Dia Memorial Nakba, que os palestinos relembram todos os anos em 15 de maio para comemorar o deslocamento de centenas de milhares de palestinos na primeira guerra do Oriente Médio, em 1948.

LEIA: Palestinos realizam ato neste domingo em São Paulo

Líderes civis palestinos em Berlim repetidamente deixaram claro que não toleram insultos antissemitas em suas manifestações, dizendo que seu único objetivo é destacar a repressão israelense em curso nos territórios palestinos ocupados.

A Alemanha é um fervoroso aliado de Israel e tem repetidamente silenciado sobre a contínua e brutal repressão de Israel na Cisjordânia ocupada e em Jerusalém Oriental.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments