Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Turquia rejeita acusações do Irã de que suas barragens causam seca

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Turquia, o embaixador Tanju Bilgic, faz um discurso durante uma coletiva de imprensa em Ancara, Turquia, em 21 de outubro de 2021 [Cem Özdel/Agência Anadolu]

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia rejeitou ontem as acusações iranianas de que suas atividades de construção de barragens causaram secas na região.

“As alegações de que as barragens na Turquia causam tempestades de areia e poeira em nossa região estão longe de ser científicas”, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Turquia, Tanju Bilgic, em comunicado.

Na terça-feira (10), Teerã disse que a construção de barragens da Turquia em hidrovias compartilhadas era “inaceitável”, pedindo ao vizinho que interrompa tal atividade.

Nos últimos anos, o Irã enfrentou secas frequentes, causadas em parte pelas mudanças climáticas e pela construção de barragens nos países vizinhos.

LEIA: Construção de barragens na Turquia é ‘inaceitável’, afirmou ministro do Irã

“Para evitar tempestades de areia e poeira e mitigar seus efeitos negativos, cada país deve primeiro fazer sua parte e tomar as medidas necessárias para o uso sustentável dos recursos hídricos e do solo”, disse Bilgic.

Ele acrescentou que “não é uma abordagem realista […] que o governo de Teerã culpe a Turquia por tais problemas”.

O porta-voz também disse que Ancara acredita que as águas compartilhadas entre o Irã e a Turquia eram “um elemento de cooperação e não de conflito”.

“A Turquia está aberta a qualquer cooperação racional e científica com o Irã em relação a essa questão”, acrescentou.

Nem Turquia nem Irã são membros da Convenção das Nações Unidas de 1997 sobre a Lei de Usos Não Navegacionais de Cursos de Água Internacionais, referente aos usos e à conservação de todas as águas que cruzam fronteiras internacionais.

Categorias
Europa & RússiaIrãNotíciaOriente MédioTurquia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments