Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Empresas brasileiras participam da maior feira de alimentos Halal do mundo

Setor do Brasil na Gulfood Dubai 2021 [Divulgação/Apex]

A Gulfood Dubai 2022, maior feira mundial voltada para o mercado de alimentos halal, terá a presença de diversas empresas brasileiras. A Câmara de Comércio Árabe Brasileira e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil)  promoverão a  imagem e as exportações brasileiras durante a feira, que está prevista para acontecer entre os dias 13 e 17 de fevereiro, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A FAMBRAS Halal, primeira certificadora Halal do Brasil, também estará presente.

Segundo a Anba, a ApexBrasil organiza a participação de 67 companhias, e outras duas entidades com as quais a ApexBrasil tem projetos de internacionalização, levam mais 47 empresas: 30 pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e 17 pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec). A Apex-Brasil divulgou expectativa de US$ 415 milhões em negócios.

A agência informou que neste ano a promoção do açaí está no foco da estratégia brasileira. O pavilhão nacional será decorado com motivos da fruta e degustação do produto, customizado especialmente por um chef brasileiro. Entre as ações promovidas no espaço brasileiro estarão dois cooking shows diários com o chef  Bruno Ambar e cardápio especial de mocktails (coquetéis sem álcool) inspirados em músicas brasileiras; café e bebidas nele baseadas, açaí e outros. Também será usada uma plataforma digital para conectar compradores internacionais e empresas do Brasil.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) levará para o evento agroindústrias produtoras e exportadoras do setor. Além de encontro de negócios com importadores do mundo, a iniciativa também contará com degustações usando ingredientes brasileiros em pratos típicos da culinária árabe. Haverá, além do tradicional shawarma de frango, uma versão à base de pato, segmento nacional que participa pela primeira vez do espaço organizado pela ABPA em Dubai.

LEIA: Após privatização, refinaria operada por fundo árabe faz preço da gasolina subir na Bahia

“A Gulfood marca o início de um calendário de ações anuais voltadas para o reforço às parcerias e às exportações brasileiras. Embora focada no mercado halal, a feira é global e alcança clientes dos nossos setores em todo o mundo. Nesta edição, trabalharemos com um novo produto, a carne de pato, que reforçará a já consolidada participação das agroindústrias de aves e ovos em atributos que diferenciam o Brasil como líder mundial nas exportações avícolas”, avalia o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

A Câmara de Comércio Árabe Brasileira levará oito empresas brasileiras. Entre as participantes estarão a gigante BRF, além de indústrias e traders de café, açúcar, proteínas, frutas, especiarias e bebidas. “O potencial do Brasil nas commodities é bastante conhecido, mas queremos mostrar que podemos agregar com produtos de preparo rápido e em linha com as preferências das famílias árabes, que vivem vidas parecidas com as nossas, que querem praticidade”, afirma a diretora de Novos Negócios da Câmara Árabe, Daniella Leite, em material divulgado.

Segundo o presidente da certificadora brasileira de Halal, Mohamed Zoghbi, a FAMBRAS Halal irá ao evento para mostrar a qualidade de seu trabalho, marcado pelo pioneirismo. “Somos a maior certificadora do país e quem implantou o Halal no Brasil. Vamos apresentar, entre outras coisas, o Sys Halal, o sistema on-line que criamos para oferecer mais confiança aos consumidores dos produtos Halal do Brasil”, afirma. Podendo ser acessado de qualquer dispositivo com internet, o Sys Halal oferece ao consumidor final a possibilidade de fazer a leitura do QR Code de qualquer produto Halal e ter acesso às informações sobre o item em todas as fases produtivas, além de verificar a autenticidade do certificado.

Para o diretor de Relações Internacionais da FAMBRAS Halal, Nizar El Ghandour, durante o evento, a certificadora pretende fortalecer o intercâmbio comercial, auxiliando as indústrias brasileiras interessadas em atuar no Oriente Médio. “Também é uma oportunidade de mostrar o alto nível de credibilidade do sistema Halal do Brasil. Comercialmente, nosso país é bem visto pelos países árabes”.

O mercado halal deve movimentar em torno de US$ 5,74 trilhões até 2024, segundo dados do State of the Global Islamic Economy. O Brasil é um dos principais fornecedores de produtos Halal do mundo, sendo o principal o frango Halal.

LEIA: Festival em São Paulo celebrará as influências da imigração árabe no Brasil

Categorias
América LatinaÁsia & AméricasBrasilEmirados Árabes UnidosNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments