Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Unicef pede mais proteção às escolas após ferimento de criança num ataque em Bagdá

Crianças no Iraque passam por zona com aviso que alerta para a presença de minas terrestres. [Foto: ICBL/Sean Sutton ]

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, lamentou os ataques em Bagdá, capital do Iraque, nesta quinta-feira.

De acordo com agências de notícias, o lançamento de pelo menos quatro mísseis tinha como alvo a Embaixada dos Estados Unidos. No entanto, um deles atingiu uma escola localizada em um complexo residencial próximo, ferindo uma mulher e uma menina.

Proteção 

A representante do Unicef no país afirmou que as crianças devem ser sempre protegidas de ataques e que escolas e lares devem ser lugares integralmente seguros.

Sheema SenGupta desejou a recuperação dos feridos e destacou que não há justificativas para o tipo de atos contra civis, incluindo crianças e mulheres.

Ela adicionou que o Unicef apela a todas as partes para que cumpram a sua obrigação, de acordo com o direito internacional, de proteger crianças, já que todos os menores no Iraque merecem viver sem a constante ameaça de violência.

LEIA: Dois ataques atingem quartéis-generais de grupos sunitas iraquianos

Para a representante, as escolas são um santuário para as crianças aprenderem e realizarem seu potencial. Ataques a escolas e instalações educacionais são uma das seis graves violações contra crianças.

Ela lembrou que de acordo com a Declaração de Escolas Seguras, endossada pelo Iraque em maio de 2015, os ataques às instituições expõem alunos e funcionários a danos, negam o direito à educação e, assim, privam comunidades das bases para construção do futuro.

Publicado originalmente em ONU News

Categorias
IraqueNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente MédioUNICEF
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments