Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Tunisianos chamam greve geral em Sfax devido à crise de resíduos

Polícia tunisiana tenta impedir um protesto pelo fechamento do aterro sanitário de al-Kina, em 10 de novembro de 2021 [Houssem Zouari/Agência Anadolu]

Organizações da sociedade civil da Tunísia convocaram ontem (29) uma greve geral a ser realizada em 10 de dezembro, como forma de protestar contra a crise ambiental marcada pelo acúmulo de resíduos nocivos, que deflagrou-se no país há cerca de dois meses.

Salim Marrakchi, porta-voz do Sindicato da Indústria, Comércio e Artesanato de Sfax, na costa mediterrânea, afirmou em entrevista a uma rádio local que a sociedade civil decidiu implementar um “dia de fúria” na região, incluindo greve geral.

“Durante esse dia, todas as agências da cidade serão fechadas e todas as atividades serão suspensas”, reafirmou Marrakchi. Segundo os organizadores, trata-se de uma resposta à persistente negligência das autoridades sobre a crise em Sfax.

“A situação na região é uma catástrofe ambiental, sanitária e epidemiológica, devido ao acúmulo de lixo por mais de dois meses”, acrescentou Marrakchi.

Em setembro, autoridades fecharam o aterro sanitário de Agareb, nos arredores de Sfax, após os residentes se queixarem de toneladas de lixo acumulado nas ruas, mercados e mesmo em frente dos hospitais públicos, em detrimento da população e do meio ambiente.

LEIA: Tunisianos denunciam repressão contra manifestantes pacíficos em Sfax

Categorias
ÁfricaNotíciaTunísia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments