Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

União Geral Tunisiano de Trabalho pede antecipação das eleições parlamentares

Noureddine Taboubi, secretário-geral da União Geral Tunisiana de Trabalho, em Túnis, 22 de novembro de 2018 [FETHI BELAID/AFP via Getty Images]
Noureddine Taboubi, secretário-geral da União Geral Tunisiana de Trabalho, em Túnis, 22 de novembro de 2018 [FETHI BELAID/AFP via Getty Images]

A União Geral Tunisiana de Trabalho (UGTT) conclamou nesta sexta-feira (19) eleições legislativas antecipadas, após uma emenda legislativa, para solucionar o que descreveu como “crise política”, decorrente da tomada de poder do presidente Kais Saied.

Há quatro meses, Saied outorgou a si próprio máxima autoridade executiva, ao destituir o governo e suspender o parlamento. Críticos apontam golpe de estado.

A Tunísia mergulha em uma perigosa armadilha? [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

A Tunísia mergulha em uma perigosa armadilha? [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Sami Tahiri, porta-voz da entidade sindical, reafirmou: “Sair da atual crise política requer alterar a lei eleitoral e aprovar a antecipação do pleito legislativo”.

“A próxima fase será a mais desafiadora, não apenas para o sindicato como entre social e nacional, como a todos as partes envolvidas no país, diante da falta de estabilidade política e incerteza econômica e financeira”, acrescentou.

Saied anunciou na quinta-feira (18) trabalhar por um cronograma de reformas políticas, a fim de apaziguar a oposição. No entanto, declinou conceder uma data específica.

Tahiri reiterou ainda que a UGTT “não aceitará qualquer cenário político que exclua partidos e organizações”.

LEIA: Por que as nações elegem líderes incompetentes?

Categorias
ÁfricaNotíciaTunísia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments