Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Os EUA não acabarão com a presença militar no Oriente Médio, diz oficial

Joey Hood, funcionário sênior do Departamento de Estado dos EUA, realiza uma coletiva de imprensa durante sua visita ao Marrocos, em Rabat, em 28 de julho de 2021 [STR/AFP via Getty Images]

A administração do Presidente dos EUA, Joe Biden, não pretende acabar com a presença militar dos EUA no Oriente Médio, como recentemente relatado por alguns meios de comunicação, disse ontem o secretário de Estado adjunto para Assuntos do Oriente Próximo, Joey Hood.

“Devo ressaltar, contra o pano de fundo de muita desinformação recente a este respeito, que nossas parcerias no campo da segurança permanecerão”, disse Hood aos repórteres.

“Nossa presença militar permanente na região tem sido uma garantia por mais de 70 anos, e esta realidade básica não vai mudar”, acrescentou ele.

Os EUA, disse ele, estão se adaptando à mudança das condições e ameaças na região, enfatizando que algumas das forças americanas na região são parceiros de treinamento.

Ele também afirmou o compromisso dos EUA em garantir a liberdade de comércio e navegação e evitar qualquer distúrbio para as economias americana e global.

LEIA: Ministro da Defesa de Israel conversa com o Pentágono

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments