Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Flórida deixa de investir na empresa matriz do grupo Ben & Jerry’s

A decisão responde à recusa da fabricante de sorvetes de vender seus produtos em assentamentos ilegais israelenses, situados na Palestina ocupada
Sorvete Ben & Jerry’s em Washington DC, 20 de maio de 2021 [Kevin Dietsch/Getty Images]

O governo da Flórida proibiu novos investimentos na corporação Unilever, sediada em Londres, matriz da empresa Ben & Jerry’s, devido à decisão da fabricante de sorvetes de interromper suas vendas nos assentamentos ilegais israelenses, situados na Palestina ocupada.

Há três meses, o governador Ron DeSantis ordenou o Conselho da Administração do Estado (SBA) a adicionar a Unilever em sua lista de “companhias sob análise”, devido ao boicote contra Israel. Neste período, contudo, a empresa Ben & Jerry’s não revogou sua posição.

“Não vejo nenhuma resposta substancial da Unilever, ponto final”, declarou Ash Williams, diretor-executivo do SBA, durante reunião do gabinete, em setembro último.

Entretanto, a mais recente decisão afeta apenas novos investimentos, enquanto preserva os US$39 milhões já aplicados pelo estado americano na corporação multinacional.

Até então, 35 estados dos Estados Unidos aprovaram leis antiboicote em favor da ocupação.

O Arizona tornou-se o primeiro estado a desinvestir da companhia, ao recorrer à difamação de “antissemitismo” para contestar a medida. Nova Jersey seguiu seus passos e o Texas já confirmou esforços para desinvestir da Unilever, pelo mesmo motivo.

LEIA: Nike finalizará vendas em lojas israelenses

A iniciativa da Ben & Jerry’s serve de resposta a denúncias de grupos de direitos humanos e da Organização das Nações Unidas (ONU), além de textos contundentes de ex-embaixadores israelenses, descrevendo Israel como regime de apartheid.

Bennett Cohen e Jerry Greenfield, fundadores da empresa, defenderam um limite de negócios, entre o que descreveram como “território democrático” e “território ocupado” de Israel. Insistiram, porém, que a decisão não representa um boicote ao estado sionista.

Ben & Jerry's congela vendas nos assentamentos na Cisjordânia [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Ben & Jerry’s congela vendas nos assentamentos na Cisjordânia [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Categorias
Ásia & AméricasBDSEstados UnidosEuropa & RússiaIsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestinaReino Unido
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments