Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Turquia desmonta célula de espionagem israelense; prende 15 pessoas

Soldados turcos em Ancara, 28 de agosto de 2021 [Arif Akdoğan/Agência Anadolu]

Os serviços de inteligência da Turquia desmantelaram uma rede do Mossad — agência de espionagem israelense — que reunia dados sobre palestinos residentes no país, de acordo com informações do jornal Daily Sabah, divulgadas nesta quinta-feira (21).

Quinze pessoas foram presas em outubro, após um ano de operações de contrainteligência, por supostamente fornecer detalhes de estudantes locais e estrangeiros ao Mossad.

“Após as informações serem compartilhadas com a polícia, forças de contraterrorismo capturaram 15 espiões em uma operação à paisana, executada em 7 de outubro, em quatro províncias do país”, detalhou o periódico sediado em Istambul.

“Membros da rede de espionagem foram instruídos a coletar dados sobre palestinos matriculados em universidades turcas e descobrir quais oportunidades lhes são concedidas em serviços do governo e nas prefeituras”, acrescentou a reportagem.

A infiltração do Mossad também identificou estudantes universitários que possam eventualmente começar uma carreira na indústria de defesa.

Agentes receberam quantias diversas dependendo da relevância dos dados fornecidos ao Mossad. As informações se moviam na cadeia de espionagem via software de criptografia ou mesmo viagens físicas a África e Europa.

Segundo a inteligência turca, os agentes reuniam-se com superiores do Mossad em países estrangeiros — jamais Israel — para evitar que a rede fosse exposta.

LEIA: Turquia não abre mão de sistema de defesa russo, confirma chefe da OTAN

Categorias
Europa & RússiaIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaTurquia
Show Comments
Show Comments