Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Autoridade Palestina pede à ONU que monitore os ataques de colonos israelenses

Colonos judeus atacam palestinos com paus de madeira e pedras durante a visita de embaixadores de países europeus ao distrito, na aldeia Susiya em Hebron, Cisjordânia, em 24 de setembro de 2021 [Mamoun Wazwaz/Agência Anadolu]

A Autoridade Palestina pediu à ONU que envie funcionários para monitorar os ataques de colonos judeus israelenses contra palestinos na Cisjordânia ocupada e em Jerusalém, informou a agência de notícias Wafa na segunda-feira.

“O terrorismo de colonos israelenses contra palestinos na Cisjordânia ocupada que atualmente estão colhendo suas plantações de azeitona não assustará os agricultores, porque eles são os verdadeiros proprietários da terra”, insistiu o primeiro-ministro da AP, Mohammad Shtayyeh. Ele pediu à ONU que estabeleça um banco de dados de colonos envolvidos nesses atos de terrorismo para processá-los.

Shtayyeh acrescentou que Israel construiu uma estação de ônibus para colonos ilegais perto da cidade de Nablus, na Cisjordânia. “Foi construído em terras palestinas. Este é mais um passo no roubo dessa terra, em violação ao direito internacional.” Ele disse que a resposta do mundo ao projeto de assentamento ilegal de Israel, que se intensifica a cada dia, deve ser o reconhecimento formal e total do Estado da Palestina.

Em conclusão, o primeiro-ministro apontou que “Israel é o único estado que viola os direitos dos vivos e dos mortos”. Essa foi uma referência à demolição de casas palestinas por Israel e à destruição de túmulos no cemitério Al-Yusufiya em Jerusalém.

LEIA: Colonos israelenses torturam e queimam adolescente palestino, revela grupo de direitos humanos

Categorias
IsraelNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments