Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Grupos argelinos boicotam importações de 500 empresas francesas

O presidente francês Emmanuel Macron fala durante a sessão plenária da Cúpula "África-França" em Montpellier, no sul da França, em 8 de outubro de 2021 [LUDOVIC MARIN/AFP via Getty Images]

A Assembléia Geral de Empreiteiros Argelinos, uma associação de empregadores econômicos, anunciou ontem que havia decidido boicotar as importações de quinhentas empresas francesas após os “comentários prejudiciais” do presidente francês Emmanuel Macron sobre a história e a imagem da Argélia.

“Agradecemos a todas as instituições econômicas que tomaram a iniciativa de cortar suas relações comerciais com cerca de quinhentas empresas francesas de exportação e importação”, disse o órgão em uma declaração.

Ele condenou as declarações de Macron e pediu uma revisão das relações econômicas com o Estado francês.

A declaração revelou que a organização está procurando estabelecer uma associação nacional que trabalha para cortar todos os laços econômicos com qualquer país que não respeite a Argélia, sem dar mais detalhes.

A associação inclui cerca de duas mil empresas nos setores da construção civil, obras públicas e irrigação.

LEIA: Marinha da Argélia persegue submarino de Israel em águas internacionais

De acordo com uma declaração anterior da embaixada da França, mais de seis mil empresas francesas exportam seus produtos para a Argélia.

Há alguns dias, Macron acusou as autoridades argelinas de “ter rancor contra a França” e desafiou a existência de uma nação argelina antes da colonização da Argélia pela França.

Mais tarde, a presidência argelina convocou seu embaixador em Paris para consultas em protesto contra essas declarações, que, segundo ele, eram “ofensivas” e representavam um “insulto inaceitável” à memória de mais de cinco milhões de combatentes da resistência mortos durante o período colonial francês.

A Argélia também fechou seu espaço aéreo aos aviões militares franceses que operavam como parte da Operação Barkhane na região africana do Sahel.

Categorias
ÁfricaArgéliaNotícia
Show Comments
Show Comments