Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Mulher palestina de 85 anos forma-se na universidade

Jihad Buttu, graduanda palestina de 85 anos [MahaGaza/Twitter]

A cidadã palestina Jihad Buttu obteve seu diploma de bacharelado sobre a Lei Islâmica, aos 85 anos de idade.

Nascida em 1936, na cidade de Nablus, Cisjordânia, foi batizada Jihad — isto é, luta — em homenagem ao levante palestino que exigia o fim da migração colonial judaica à Palestina ocupada, sob Mandato Britânico, e subsequente expropriação de suas terras.

Jihad estudou na aldeia de al-Mujaydil, perto de Nazaré, até 1948, quando ocorreu a Nakba (catástrofe), sob a qual os palestinos foram expulsos de sua casa por milícias judaicas.

Sua mãe adoeceu no mesmo ano e Jihad teve de deixar os estudos.

Casou-se em 1954 e deu à luz a cinco filhos.

Contudo, sua paixão pelo aprendizado jamais esmoreceu. Jihad estudou árabe, inglês e hebraico, além de participar de cursos de matemática.

Aos 81 anos, enfim matriculou-se na universidade.

“Trabalhei duro e estudei por horas e horas durante a madrugada”, afirmou Jihad, com seu diploma em mãos, quatro anos depois.

“Vou passar meu conhecimento às pessoas ao meu redor”, prometeu a nova bacharela palestina. “Qual o benefício do conhecimento se o guardamos para nós; quero ensinar outras pessoas para que possam se beneficiar também!”

LEIA: Khalida Jarrar e o drama das mães palestinas

Categorias
NotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments