Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Alemanha defende retomada democrática para estabilidade na Tunísia

Porta-voz do governo, Steffen Seibert em 5 de janeiro de 2021 em Berlim, Alemanha [Andreas Gora / Pool / Getty Images]

É de extrema importância implementar a democracia na Tunísia para alcançar a estabilidade do país, disse ontem a chanceler alemã, Angela Merkel.

O porta-voz de Merkel, Steffen Seibert, disse em um comunicado que as declarações da chanceler foram feitas durante seu telefonema com o presidente tunisiano Kais Saied.

“As negociações se concentraram na situação política interna na Tunísia e nas relações bilaterais”, acrescentou Seibert, observando que Merkel havia saudado o que ele descreveu como “ganhos democráticos da Tunísia no passado”, referindo-se à revolução de 2011 que derrubou o regime ditatorial de Zine El Abidine Ben Ali.

Merkel, destacou a autoridade, enfatizou a “importância dos ganhos democráticos para a estabilidade e segurança da Tunísia”. “O retorno à democracia parlamentar em diálogo com todos os atores políticos foi essencial”, acrescentou.

Saied detém quase o poder total desde 25 de julho, quando demitiu o primeiro-ministro, suspendeu o parlamento e assumiu a autoridade executiva, citando uma emergência nacional.

LEIA: Partidos da Tunísia anunciam coordenação para evitar colapso após golpe presidencial

Categorias
ÁfricaAlemanhaEuropa & RússiaNotíciaTunísia
Show Comments
Show Comments