Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Corte sudanesa adia julgamento de ex-ditador por uma semana

Ex-Presidente do Sudão Omar al-Bashir — destituído pelo exército em abril de 2019, sob protestos populares —, durante julgamento em Cartum, 24 de agosto de 2021 [Mahmoud Hjaj/Agência Anadolu]

O Tribunal Penal de Cartum, capital do Sudão, adiou por uma semana o julgamento do ex-ditador Omar al-Bashir e 27 assessores, acusados de envolvimento no golpe de estado que o levou ao poder, em 1989, segundo informações da imprensa estatal.

A agência oficial SUNA afirmou que Nafie Ali Nafie, um dos réus e figura de destaque no regime de Bashir, solicitou a prorrogação da sessão devido à ausência de seu advogado.

A corte aceitou o pedido e deverá retomar os trabalhos na terça-feira (5).

Desde 21 de julho de 2020, Bashir e seus correligionários passam por julgamento na capital sudanesa, devido ao golpe militar que culminou em três décadas de ditadura.

O ex-presidente de 76 anos — já condenado por corrupção — pode enfrentar pena de morte por conspirar e depor o governo eleito do falecido premiê Sadiq al-Mahdi.

Bashir foi destituído pelo exército em abril de 2019, após meses de protestos populares.

LEIA: Sudão nega relatos de que exército participou de tentativa de golpe

Categorias
ÁfricaNotíciaSudão
Show Comments
Show Comments