Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Talibã implementará Constituição da era monarca no Afeganistão

Combatentes do Talibã sentam-se na parte de trás de uma caminhonete no aeroporto de Cabul em agosto 31 de 2021 [Wakil Koshar/ AFP via Getty Images]

O ministro da Justiça em exercício do Talibã prometeu na terça-feira substituir a Constituição da República Islâmica por uma legislação da era da monarquia do século 20, informou a Agência Anadolu.

Abdul Hakim Sharaey fez o anúncio em uma reunião com o embaixador da China em Cabul Wang Yu, de acordo com um comunicado na página do Facebook do Ministério da Justiça.

“O Emirado Islâmico (Afeganistão sob o domínio do Talibã) implementará a lei constitucional do ex-rei Mohammad Zahir Shah por um período temporário sem qualquer conteúdo que contradiga a lei islâmica e os princípios do Emirado Islâmico”, disse o comunicado.

Sharaey também disse que as leis e tratados internacionais que não são “contra o Islã e o governo do Talibã” e os princípios seriam respeitados pelo grupo, disse o grupo.

LEIA: Afeganistão, uma abordagem compreensiva, terceira parte

Ele acrescentou que o diplomata chinês garantiu ao líder do Talibã que Pequim deseja manter relações diplomáticas com o grupo e ajudar a suspender as sanções e que, durante a reunião, Sharaey enfatizou que o grupo deseja estabelecer relações “boas e amigáveis” com o mundo.

A Constituição de 1964 da era Shah foi anteriormente promulgada durante o governo provisório após a queda do primeiro regime do Talibã em 2001, antes de o país adotar uma nova Constituição em 2004.

Durante seu primeiro regime, de 1996 a 2001, o Talibã não tinha Constituição, mas era governado por decretos baseados na Sharia.

Categorias
AfeganistãoÁsia & AméricasNotícia
Show Comments
Show Comments