Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Turquia pode reordenar o sistema russo de defesa contra mísseis, apesar das objeções dos EUA e da OTAN

Sistema de defesa aérea russo S-400, visto durante um desfile militar em Moscou, Rússia, 27 de dezembro de 2017 [Wikipedia]

A Turquia quer reordenar o sistema russo de defesa antimísseis S-400, apesar das objeções da Otan e dos Estados Unidos, revelou o presidente Recep Tayyip Erdogan.

De acordo com a Al Jazeera, Erdogan disse que a Turquia tomará todas as decisões sobre seus sistemas de defesa de forma independente. Ele explicou isso durante uma entrevista à CBS News, apontando que “a Turquia assinou um acordo para sistemas de mísseis de fabricação americana e os EUA não entregaram jatos F-35 stealth, apesar de receber um pagamento de US$ 1,4 bilhão”.

A Rússia e a Turquia assinaram seu primeiro acordo com o S-400 em 2017. Isso levou Washington a impor sanções a Ancara, após alegações de que o sistema russo representaria um risco para a OTAN, bem como para os caças F-35 na Turquia. Os militares turcos receberam a primeira remessa do sistema S-400 em julho de 2019.

No mês passado, o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que estava empenhado em manter as sanções contra a Turquia sob a Lei de Combate aos Adversários da América por meio de Sanções (CAATSA, na sigla em inglês) pela compra do sistema russo S-400.

LEIA: A Turquia e a Ucrânia podem ser as salvadoras da política externa uma da outra

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosEuropa & RússiaNotíciaOrganizações InternacionaisOTANRússiaTurquia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments