Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Embaixada etíope no Egito fecha as portas temporariamente, confirma embaixador

Policiais egípcios montam guarda em frente à embaixada da Etiópia no Cairo, em 2 de junho de 2013 [KHALED DESOUKI/AFP via Getty Images]

A embaixada da Etiópia no Cairo, capital do Egito, suspenderá suas operações temporariamente, por um período de três a seis meses, a partir de outubro, reportou neste domingo (26) o embaixador Markos Tekle Rile à rede BBC em árabe.

“A embaixada fechará as portas … por razões financeiras, para reduzir despesas”, afirmou.

A decisão, destacou o diplomata, nada tem a ver com a disputa sobre a Grande Represa do Renascimento, projeto bilionário da Etiópia na bacia hidrográfica do Nilo.

Tekle Rile reiterou que seu país decidiu fechar outras 30 embaixadas em diversos países, incluindo Canadá e estados do Golfo, devido à crise econômica.

Um comissário da embaixada será incumbido de gerir os assuntos durante o período.

Ainda este mês, o chanceler etíope Dina Mufti enfatizou que a decisão de suspender os trabalhos em certas representações internacionais não afetaria de modo algum as relações diplomáticas com os respectivos países.

Em agosto, o Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, observou publicamente que os dez meses de guerra etíope na região do Tigré deixaram um prejuízo superior a US$1 bilhão aos cofres públicos.

LEIA: Empresas egípcias processam Etiópia por investimentos no Tigré

Categorias
ÁfricaEgitoEtiópiaNotícia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments