Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

EUA impõem sanções a supostos financiadores do Hezbollah

Apoiadores do movimento libanês Hezbollah, em 25 de maio de 2020 [MAHMOUD ZAYYAT/AFP/Getty Images]

Nesta sexta-feira (17), os Estados Unidos impuseram novas sanções a supostos facilitadores radicados no Líbano e Kuwait, acusados de financiar o Hezbollah, ligado ao Irã, além de empresas de fachada instituídas para auxiliar o grupo.

As informações são da agência Reuters.

“[O Hezbollah] continua a explorar o comércio legítimo para obter apoio financeiro e material, que permite ao grupo executar atos de terrorismo e degradar as instituições políticas libanesas”, declarou o Departamento do Tesouro em Washington.

Segundo o comunicado, as sanções incluem também o empresário Morteza Minaye Hashemi, residente na China, acusado de transferir recursos às chamadas Forças al-Quds, unidade de elite da Guarda Revolucionária do Irã.

A nota reiterou que dois cidadãos chineses, radicados em Hong Kong e na China continental, ajudaram Hashemi a abrir contas bancárias e serviram de “laranja” a suas empresas.

O Hezbollah é designado organização terrorista pelos Estados Unidos.

LEIA: Combustível iraniano chega ao Líbano via Síria

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosLíbanoNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments