Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Combustível iraniano chega ao Líbano via Síria

Mulher recebe tanques de combustível iraniano com pétalas de rosas, no Vale do Bekaa, Líbano, em 16 de setembro de 2021 [AFP via Getty Images]

O movimento libanês Hezbollah começou a importar combustível iraniano ao Líbano via Síria, nesta quinta-feira (16), sob a promessa de atenuar a grave crise energética no país mediterrâneo. Opositores, no entanto, alertam para o risco de sanções.

As informações são da agência Reuters.

Dezenas de caminhões com combustível iraniano entraram na região nordeste do Líbano, perto da aldeia de al-Ain, onde bandeiras do Hezbollah foram hasteadas nos postes de luz.

“Obrigado, Irã! Obrigado, Assad da Síria”, declarou um cartaz instalado por correligionários do Hezbollah, em referência ao presidente sírio e aliado regional Bashar al-Assad.

Os caminhões buzinaram por todo o caminho de al-Ain. Transeuntes exibiram bandeiras do Hezbollah; uma mulher e um menino atiraram pétalas em direção à carreata.

O Hezbollah — movimento paramilitar xiita, ligado a Teerã — afirmou que a remessa de combustível aportou na Síria no último domingo (12), após alertas de eventuais sanções caso prosseguisse ao território libanês.

LEIA: Taxas de desemprego e pobreza chegam a 60% em Trípoli, no Líbano

Washington insiste que suas sanções às vendas de petróleo iraniano continuam em vigor, mas não confirmou se agirá de algum modo contra as medidas do Hezbollah.

O governo libanês negou autorizar a importação dos insumos; uma fonte de segurança alegou que os caminhões entraram no país por uma travessia irregular de fronteira.

O Hezbollah prometeu doar o combustível a instituições públicas, como centros médicos e orfanatos, e vender parte da remessa — “a preço apropriado” — a instalações privadas, incluindo hospitais particulares e fábricas de alimentos.

Categorias
IrãLíbanoNotíciaOriente MédioSíria
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments