Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ameaça terrorista vem do Iêmen e Iraque, não do Afeganistão, alega CIA

Avril Haines, Diretora de Inteligência Nacional dos Estados Unidos, durante audiência no Comitê de Serviços Armados do Senado, em Washington DC, 19 de abril de 2021 [Graeme Jennings/Washington Examiner/Bloomberg via Getty Images]

Ameaças terroristas que emanam do Iêmen, Somália, Síria e Iraque representam risco maior à segurança americana do que o Afeganistão, afirmou nesta segunda-feira (13) Avril Haines, diretora de Inteligência Nacional dos Estados Unidos.

“Em termos de nossa pátria e a ameaça de grupos terroristas, não priorizamos hoje o Afeganistão”, declarou Haines durante a cúpula anual de Segurança e Inteligência Nacional.

“Olhamos sim para Iêmen, Somália, Síria e Iraque em busca do ISIS [Estado Islâmico ou Daesh]. É onde vemos maior ameaça”, acrescentou.

Segundo Haines, o atual foco da comunidade de inteligência sobre a conjuntura afegã é monitorar “qualquer eventual reconstituição de organizações terroristas”.

No entanto, reconheceu que a capacidade de coletar informações foi “reduzida”, após a retirada das tropas americanas do país e pelo ressurgimento do grupo Talibã, que depôs o antigo governo aliado e tomou o poder na capital, Cabul.

LEIA: Vinte anos depois, as torres gêmeas continuam a desabar

Categorias
AfeganistãoÁsia & AméricasEstados UnidosIêmenIraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments