Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Jordânia sediará encontro regional para diminuir a escassez de combustível no Líbano

Cidadãos libaneses esperam em longas filas para encher seus botijões de gás e para encher seus veículos em postos de gasolina conforme a crise econômica piora em Beirute, Líbano, em 12 de agosto de 2021 [Wassim Samih Seifeddine/Agência Anadolu]

A Jordânia deve sediar uma reunião regional para discutir o fornecimento de energia e gás ao Líbano, que continua sofrendo com a severa escassez de combustível e produtos essenciais em meio a suas crises políticas e econômicas.

De acordo com a emissora estatal jordaniana Mamlaka, Amã receberá os ministros de Energia do Egito, Síria e Líbano amanhã. O foco da discussão será o suposto transporte de gás do Egito para o Líbano para a geração de eletricidade, que foi acordado depois que o governo Biden em Washington manteve conversas com Amã e Cairo sobre o assunto.

Desde a explosão em Beirute, há um ano, e os fracassos da liderança política, o Líbano tem sofrido com a falta de um governo viável, uma moeda em queda e uma consequente escassez severa de combustível. Isso foi agravado pelo aumento dos preços nos últimos meses. Cortes de energia afetaram todo o país.

LEIA: As origens da atual crise do Líbano

Na semana passada, o presidente do parlamento libanês pediu aos EUA que o isentassem das sanções internacionais impostas ao regime de Bashar Al-Assad na Síria. Tal isenção permitirá exportações e importações de e para a Síria, o que seria uma tábua de salvação bem-vinda para o Líbano, sobretudo em commodities como combustível.

No sábado, uma delegação libanesa de alto nível visitou Damasco para discutir a questão, e pediu ao regime sírio para permitir que o gás egípcio flua através da Síria a caminho do Líbano. A reunião a ser sediada pela Jordânia, portanto, buscará estabelecer o processo de transporte para aliviar a crise de combustível do Líbano.

O Líbano caminha para um colapso total [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Categorias
JordâniaLíbanoNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments