Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Desafios à segurança emergentes da agitação no Afeganistão são alerta para Europa, diz ministro francês

O ministro da Economia e Finanças da França, Bruno Le Maire, fala a jornalistas em Paris, França, em 31 de outubro de 2018 [Eric Piermont/AFP/Getty Images]
O ministro da Economia e Finanças da França, Bruno Le Maire, fala a jornalistas em Paris, França, em 31 de outubro de 2018 [Eric Piermont/AFP/Getty Images]

Os desafios à segurança emergentes da agitação no Afeganistão devem ser um alerta para a União Europeia, disse o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, no sábado, instando a UE a ser mais ambiciosa em defesa e liderança global, relatou a Reuters.

“A Europa deve se tornar a terceira superpotência, além da China e dos Estados Unidos. Vamos abrir nossos olhos, estamos enfrentando ameaças e não podemos mais contar com a proteção dos Estados Unidos”, disse Le Maire a repórteres durante uma conferência anual de negócios em Cernobbio, no Lago de Como.

“O Afeganistão é um alerta”, disse ele, acrescentando que a Europa também enfrentou ameaças à segurança no Oriente Médio e na África.

O ministro francês disse que Paris decidiu investir US$ 2,02 bilhões a mais em defesa este ano e gostaria que outros países europeus fizessem o mesmo.

O ministro também convocou outros estados membros da UE a investirem e aprofundarem seu mercado único para alcançar a independência tecnológica de grandes empresas estrangeiras e de outros países.

“Os Estados-membros da UE precisam construir um mercado único para as finanças e também precisam chegar a um acordo político sobre a união bancária, a fim de ter mais fundos para novas tecnologias”, disse Le Maire.

Ele acrescentou que a França trabalhará para atingir esses objetivos quando assumir a presidência rotativa do Conselho da UE, no primeiro semestre de 2022.

“Não se pode ser soberano do ponto de vista político se depender de estrangeiros para semicondutores, baterias elétricas, satélites […]”, disse, ecoando comentários semelhantes aos do ministro da Inovação da Itália, Vittorio Colao, que também esteve em Cernobbio.

A Europa deve investir para conquistar a liderança em setores como hidrogênio, nuvem digital, inteligência artificial, semicondutores, exploração espacial, satélites e biotecnologias, disse Le Maire.

LEIA: Número de telefone do presidente francês na lista de alvos Pegasus da NSO

Categorias
AfeganistãoÁsia & AméricasEuropa & RússiaFrançaNotíciaOrganizações InternacionaisUE
Show Comments
Show Comments