Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Partido tunisiano afirma não saber de suposta prisão de líder na Argélia

Magnata da mídia tunisiano Nabil Karoui [Agência Anadolu]

O vice-líder do bloco Coração da Tunísia no parlamento tunisino, Osama Al-Khelaifi, disse que o partido não tem informações sobre suposta prisão na Argélia de seu líder e ex-candidato a presidente tunisiano, Nabil Karoui. A informação é da Agência Anadolu. Al-Khelaifi disse à rádio IFM na segunda-feira que o partido nem sabe se Karoui está no estado vizinho da África do Norte.

O dirigente do partido destacou que, em qualquer caso, embora Karoui estivesse sendo processado na Tunísia, a proibição de viajar que lhe era imposta foi revogada. Isso significa que ele não é mais procurado pelo judiciário tunisiano.

LEIA: Argélia prende ex-candidato à presidência da Tunísia

De acordo com uma reportagem da Mosaïque FM no domingo, “os guardas de fronteira argelinos prenderam Nabil Karoui e seu irmão, o deputado Ghazi Karoui, em um apartamento pertencente ao irmão de um ex-deputado argelino [não identificado] na região de Tebessa”.

Na noite de segunda-feira, nem as autoridades tunisianas nem argelinas emitiram uma declaração sobre a prisão de Karoui.

Em agosto de 2019, as autoridades tunisianas prenderam Karoui sob a acusação de “corrupção financeira”. Ele foi libertado sob fiança após cerca de dois meses. Poucos meses depois, em dezembro de 2019, um tribunal o condenou a cumprir pena de prisão pela mesma acusação, embora a duração da prisão não tenha sido especificada.

Karoui é empresário e foi candidato às eleições presidenciais da Tunísia em setembro de 2019.

Categorias
ÁfricaArgéliaNotíciaTunísia
Show Comments
Show Comments