Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Embaixada do Irã no Afeganistão ainda está aberta e ativa

Pessoal de segurança afegão monta guarda em frente à embaixada iraniana enquanto ativistas da sociedade civil seguram faixas e gritam slogans contra o governo iraniano durante um protesto em Cabul, em 11 de maio de 2020 [Wakil Kohsar/AFP via Getty Images]
Pessoal de segurança afegão monta guarda em frente à embaixada iraniana enquanto ativistas da sociedade civil seguram faixas e gritam slogans contra o governo iraniano durante um protesto em Cabul, em 11 de maio de 2020 [Wakil Kohsar/AFP via Getty Images]

A embaixada do Irã na capital afegã, Cabul, permanece aberta e totalmente ativa, informou a mídia estatal hoje, um dia depois de Teerã dar as boas-vindas ao “fracasso militar” de seu arqui-inimigo, os Estados Unidos, ao retirar suas forças do Afeganistão, disse a Reuters.

O relatório veio quando muitos países evacuaram seus funcionários da embaixada de Cabul devido a preocupações com a situação de segurança depois que os insurgentes do Talibã tomaram a cidade, levando milhares de pessoas a se aglomerarem no aeroporto na tentativa de fugir do país.

O Irã muçulmano xiita há muito é inimigo do Talibã muçulmano sunita no vizinho Afeganistão, mas nos últimos anos seus funcionários se encontraram abertamente com líderes talibãs. Em julho, Teerã sediou uma reunião de representantes do governo afegão e um comitê político de alto escalão do Talibã.

“A embaixada da República Islâmica do Irã em Cabul está totalmente aberta e ativa. O consulado geral do Irã em Herat também está aberto e ativo”, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, Saeed Khatibzadeh, citado pela agência de notícias oficial IRNA. Ele não deu mais detalhes.

O presidente iraniano, Ebrahim Raisi, disse ontem que o “fracasso militar” dos Estados Unidos no Afeganistão e sua retirada das forças deu uma oportunidade para estabelecer uma paz duradoura na nação devastada pela guerra.

O Talibã ordenou que seus combatentes mantenham a disciplina e não entrem em prédios diplomáticos ou interfiram nos veículos da embaixada, disse hoje um alto funcionário do grupo.

No domingo, Khatibzadeh disse que o Irã encerrou as atividades em seus consulados nas cidades afegãs de Mazar-i-Sharif, Jalalabad e Kandahar.

LEIA: China e Rússia devem reconhecer domínio do Talibã no Afeganistão enquanto os EUA fogem

Categorias
AfeganistãoÁsia & AméricasEstados UnidosIrãNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments