Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Milhares protestam em países árabes e apoio aos palestinos

Milhares de manifestantes em Bagdá se solidarizam com a Palestina e denuncia, os crimes da ocupação israelense em Gaza, 15 de maio de 2021 (Redes Sociais)

Várias capitais árabes registraram grandes manifestações contra os massacres realizados pelas forças israelenses na Faixa de Gaza e os ataques direcionados aos moradores de Jerusalém e do bairro Sheikh Jarrah, mas aos quais os residentes das cidades palestinas ocupadas também estão expostos.

Milhares de pessoas participaram de uma manifestação de protesto em Bagdá, a capital iraquiana, e em várias províncias hoje, para denunciar os ataques israelenses ao povo palestino.

Os manifestantes se reuniram na Praça Tahrir na capital, Bagdá, a convite das correntes islâmicas, para participar de manifestações populares para confirmar a posição do povo do Iraque de apoiar o povo palestino em sua luta contra a ocupação israelense e o crimes cometidos pelas forças israelenses contra cidadãos palestinos.

Além disso, vários libaneses e palestinos refugiados no Líbano também expressaram sua raiva após os crimes em Jerusalém e Gaza e se manifestaram nas fronteiras libanesa e palestina. Agências de notícias divulgaram a tentativa dos manifestantes de destruir uma série de câmeras israelenses nas fronteiras,e refugiados palestinos participaram de uma série de atos nos campos, incluindo Ain al-Hilweh, Rashidiyeh e Beddawi, e pediram a abertura das fronteiras palestino-libanesas para retornar para suas cidades originais, das quais foram deslocados em 1948.

Os manifestantes jordanianos também voltaram pelo segundo dia consecutivo para protestar aos milhares nas fronteiras palestino-jordanianas, e invadiram as fronteiras ontem, gritando palavras de ordem pedindo o retorno à Palestina e sua libertação.

Marrocos também testemunhou muitas manifestações em apoio à causa palestina, e os manifestantes pediram ao governo que cancele a normalização com a ocupação israelense e a condenasse.

Milhares de pessoas se manifestaram na Tunísia, Argélia e Mauritânia, desafiando as condições pandêmicas de saúde, e gritaram contra a ocupação israelense, denunciando os crimes cometidos por Israel em Gaza, Cisjordânia e todos os territórios palestinos ocupados.

LEIA: Polícia do Quênia dispersa manifestantes em protesto contra os ataques de Israel a Gaza

Categorias
ÁfricaIraqueIsraelJordâniaLíbanoMarrocosMauritâniaNotíciaOriente MédioPalestinaTunísia
Show Comments
Show Comments