Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Grupo da Indonésia expressa solidariedade aos palestinos em Al-Aqsa

‘Este ato é uma forma de expressar nossa solidariedade como seres humanos’, declarou o Grupo de Trabalho de Al-Aqsa, ao distribuir jantares do Ramadã na Indonésia

O Grupo de Trabalho de Al-Aqsa (AWG), entidade islâmica sediada na Indonésia, distribuiu refeições do iftar (jantar do Ramadã) em trinta cidades do país asiático na noite de ontem (10), ao denunciar a opressão israelense imposta aos palestinos nos territórios ocupados.

Na ocasião, Anshorullah, presidente da organização assistencial, destacou solidariedade aos palestinos que resistem aos ataques sionistas contra a Mesquita de Al-Aqsa, executados enquanto muçulmanos realizam suas preces do Ramadã.

“Este ato é também uma forma de expressar nossa solidariedade como seres humanos, sobretudo quando coincide com o mês do Ramadã. Os indonésios têm o dever de ajudar o povo palestino”, declarou Anshorullah.

Os jantares foram distribuídos por toda a região leste da Indonésia, de Ternate a Calimantã Oriental, Calimantã Ocidental, Java e Sumatra.

Segundo Anshorullah, ajudar os palestinos é prerrogativa da Constituição da Indonésia de 1945, à medida que organizações, líderes religiosos, representantes da imprensa e cidadãos comuns devem compreender a libertação da Palestina como parte da luta da comunidade islâmica global.

A Indonésia é o maior país islâmico do mundo.

Forças da ocupação israelense invadiram o complexo de Al-Aqsa reiteradamente durante os últimos dez dias do Ramadã, mês sagrado para os muçulmanos. Projéteis foram disparados dentro do santuário; mais de 305 pessoas foram feridas apenas ontem.

ASSISTA: Criança palestina corre para se despedir gritando “tchau, pai” em funeral.

Categorias
Ásia & AméricasIndonésiaIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments