Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Arábia Saudita suspende importação de aves de onze frigoríficos brasileiras

Navio de carga Ever Given, encalhado no Canal de Suez, visto de uma aldeia perto da hidrovia egípcia, em 28 de março de 2021 [Mahmoud Khaled/Getty Images]
Navio de carga Ever Given, encalhado no Canal de Suez, visto de uma aldeia perto da hidrovia egípcia, em 28 de março de 2021 [Mahmoud Khaled/Getty Images]

A Arábia Saudita suspendeu a importação de carnes de aves de onze estabelecimentos brasileiros, sendo sete da JBS, sem qualquer contato prévio ou justificativa, informou em nota o Ministério das Relações Exteriores e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. As restrições passam a valer a partir do dia 23 deste mês, de acordo com comunicado da agência sanitária saudita, a Saudi Food & Drug Authority (SFDA).

A informação foi dada em uma nova lista de plantas brasileiras autorizadas a exportar publicada na quinta-feira pela SFDA e exclui lugares que antes tinham a permissão de exportação. Segundo a nota, o Brasil foi o único país com atualização de lista de exportadores de carnes.

A decisão foi recebida com “surpresa e consternação” pelo governo brasileiro, que afirmou não ter recebido contato prévio das autoridades sauditas e nem “apresentação de motivações ou justificativas que embasem as suspensões”.

“O Brasil reitera os elevados padrões de qualidade e sanidade seguidos por toda nossa cadeia de produtos de origem animal, assegurados por rigorosas inspeções do serviço veterinário oficial. Há confiança de que todos os requisitos sanitários estabelecidos por mercados de destino são integralmente cumpridos”, afirmam. Segundo a nota, o governo já entrou em contato com as autoridades sauditas e com a embaixada para esclarecimento. “Todas as vias bilaterais e multilaterais serão empregadas com vistas à pronta resolução da questão. Caso se comprove a interposição de barreira indevida ao comércio, o Brasil poderá levar o caso à OMC.”

A JBS, empresa brasileira que é uma das principais exportadoras de carne do mundo, foi afetada em sete unidades e fica fora do mercado saudita no segmento de aves. Estão vetadas compras da JBS Aves nas unidades de Passo Fundo (RS) e Montenegro (RS) e da Seara nas unidades de Brasília (DF), Campo Mourão (PR), Amparo (SP), Ipumirim (SC) e Caxias do Sul (RS). Em nota, a empresa afirmou que tentou contato com a SFDA para dialogar e entender as motivações da mudança e também já redirecionou para outros mercados a produção que antes era destinada à Arábia Saudita.

Também estão suspensas a importação de produtos de três fábricas da Vibra Agroindustrial S/A e de uma da Agroaraçá Alimentos. A concorrente BRF não teve nenhuma unidade suspensa, mas já contava com suspensões em duas unidades aplicadas no ano passado.

Os países árabes, que importam produtos halal feitos de acordo com os padrões alimentares islâmicos, tentam há algum tempo diminuir as importações e fortalecer a produção local de carne.

LEIA: Líbano prende dois suspeitos por transporte de drogas na Arábia Saudita

Categorias
América LatinaArábia SauditaÁsia & AméricasBrasilNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments