Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Irlanda reivindica de Israel que respeite a lei internacional

Ministro de Relações Exteriores da Irlanda Simon Coveney [Wikipedia]
Ministro de Relações Exteriores da Irlanda Simon Coveney [Wikipedia]

O governo da Irlanda e seu parlamento exortaram Israel a respeitar suas obrigações sob a lei internacional, conforme determina a Quarta Convenção de Genebra sob a abordagem de civis, reportou neste domingo (2) a rede Al Watan Voice.

O apelo foi emitido em carta assinada pelo Presidente do Parlamento da Irlanda Sean O Fearghail e pelo chanceler Simon Coveney, endereçada ao Presidente do Conselho Nacional Palestino (CNP) Salim Zanoun.

O comunicado reiterou a postura de Dublin sobre o status quo de Jerusalém, conforme a lei internacional, ao destacar que os assentamentos exclusivamente judaicos de Israel na cidade ocupada são ilegais, assim como o despejo de famílias palestinas da região

Os oficiais irlandeses enfatizaram que tais atividades são consideradas obstáculos à paz e demandaram que Israel suspenda de imediato a expansão dos assentamentos.

A declaração serve de resposta a uma carta de Zanoun, na qual relatou os últimos acontecimentos no bairro palestino de Sheikh Jarrah, em Jerusalém ocupada, além de Batan al-Hawa e no complexo da Mesquita de Al-Aqsa.

No último encontro do Conselho de Segurança da ONU, a Irlanda já havia denunciado os sucessivos despejos de famílias palestinas em Sheikh Jarrah e Silwan, por forças de Israel.

A carta de Dublin também asseverou que a situação em Jerusalém é crucial para alcançar um acordo de paz justo e definitivo.

LEIA: Palestinos em situação de despejo resgataram minha família, diz professora judia

Categorias
Europa & RússiaIrlandaIsraelNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments