Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel prende 26 jornalistas por publicar notícias nas redes sociais

Bushra Al-Taweel, de 27 anos, foi detida em 8 de novembro a caminho de casa em Jenin, quando atravessa um posto de controle israelense, perto do assentamento ilegal de Yitzhar, na Cisjordânia ocupada
Bushra Al-Taweel, de 27 anos, foi detida em 8 de novembro a caminho de casa em Jenin, quando atravessa um posto de controle israelense, perto do assentamento ilegal de Yitzhar, na Cisjordânia ocupada

Ao todo, 26 jornalistas palestinos estão hoje em detenção de Israel por publicar notícias nas redes sociais.

Em nota, o escritório de imprensa do governo do Hamas em Gaza alertou para a prática israelense de agredir brutalmente jornalistas e profissionais de imprensa palestinos. Repórteres são assediados, multados e torturados, reiterou a declaração.

Entre os detidos, está Bushra Al-Taweel, de 27 anos.

Nesta quarta-feira (21), forças da ocupação israelense prenderam também o jornalista Alaa al-Rimawi, após invadirem sua casa em Ramallah, na Cisjordânia ocupada.

Segundo sua esposa, al-Rimawi anunciou uma greve de fome desde o momento de sua prisão e exortou organizações de direitos humanos a intervir por sua liberdade.

Al-Rimawi trabalha para a rede Al Jazeera Mubasher e possui seu próprio escritório de mídia, além de ser pesquisador de questões políticas e assuntos israelenses. No total, passou mais de dez anos de sua vida nas cadeias de Israel.

O governo de Gaza denunciou a gestão penitenciária israelense como responsável pela segurança e saúde dos prisioneiros palestinos, incluindo jornalistas.

Além disso, fez um apelo a todos os órgãos relevantes, sobretudo em defesa da liberdade de imprensa e dos direitos humanos, a manifestar solidariedade aos repórteres presos e assumir medidas práticas para libertá-los.

LEIA: Jornalista palestina é presa após expor a luta dos palestinos nas prisões israelenses

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments