Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Turquia registra queixa na Organização Mundial do Comércio contra boicote saudita

A sede da Organização Mundial do Comércio (OMC) em Genebra, em 12 de abril de 2018 [Fabrice Coffrini/AFP via Getty Images]

Ancara apresentou uma queixa contra Riad na Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre o boicote semioficial da Arábia Saudita ao comércio com a Turquia, informou o Arabi21 na segunda-feira (19).

Em menção ao jornal turco Sabah, o Arabi21 disse que as autoridades turcas apresentaram políticas e práticas comerciais restritivas da Arábia Saudita.

Sabah disse que um pedido foi enviado às autoridades de comércio sauditas pedindo a liberação de carregamentos turcos bloqueados pela agência alfandegária do reino.

Enquanto isso, disse o jornal, a Turquia tomou duas medidas simultâneas para lidar com o boicote semioficial: enviar três cartas ao Ministro do Comércio, Majed Al Kasabi, e levantar a questão na OMC para encontrar uma solução.

A Arábia Saudita, de acordo com o ministro do Comércio turco, Ruhsar Pekcan, suspendeu uma série de importações turcas desde 15 de novembro de 2020.

As exportações turcas para a Arábia Saudita, disse a Assembleia dos Exportadores Turcos (TIM, na sigla em inglês), caíram 93,7 por cento em março, de $ 298,2 milhões para apenas $ 18,9 milhões no ano.

Nos últimos anos, as relações entre a Arábia Saudita e a Turquia têm sido cada vez mais tensas por diferenças diplomáticas e pelo envolvimento mútuo na guerra civil síria, e especialmente pelo apoio da Turquia ao Catar após o bloqueio imposto a ele pelo reino, os Emirados Árabes, Bahrein e Egito em 2017.

LEIA: A Arábia Saudita fechou escolas de idiomas da Turquia por motivos políticos, dizem funcionários

As relações chegaram ao limite com o assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi no consulado saudita em Istambul em outubro de 2018. Após meses de investigações sobre o assassinato e um relatório da ONU concluindo que agentes sauditas mataram Khashoggi sob o comando direto do príncipe herdeiro, Mohammed Bin Salman, a Turquia apelou repetidamente para que os responsáveis fossem levados à justiça.

Onde está Jamal Khashoggi?… [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Consequentemente, o reino tem promovido uma campanha para encorajar seus turistas a boicotar a Turquia por todos os meios possíveis, incluindo a compra de produtos, consumo de alimentos, venda de propriedades, negociações com empresas turcas e, especialmente, turismo ao país. A campanha atraiu apoio entre a realeza saudita e figuras, um caso famoso foi quando o influente governador de Riad, Faisal Bin Bandar, recusou uma oferta de café turco, desencadeando um apelo ao boicote aos produtos turcos.

Em agosto de 2019, o Ministério da Educação da Arábia Saudita fez uma série de modificações em seus livros de história, alterando o legado do Império Otomano e chamando-o de “ocupação”.

A Arábia negou repetidamente que impôs uma proibição ao comércio com a Turquia e nenhuma ação oficial foi tomada a esse respeito.

LEIA: Turquia e Catar se unem para aumentar o alcance dos produtos turcos

Categorias
Arábia SauditaEuropa & RússiaNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioTurquia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments