Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Exército da Somália mata 76 combatentes ao impedir ataque do al-Shabaab

Restos de um veículo após um atentado do grupo al-Shabaab, filiado à al-Qaeda, na base militar americana de Ballidogle, cerca de 100 km a noroeste de Mogadishu, capital da Somália, 30 de setembro de 2019 [Sadak Mohamed/Agência Anadolu]
Restos de um veículo após um atentado do grupo al-Shabaab, filiado à al-Qaeda, na base militar americana de Ballidogle, cerca de 100 km a noroeste de Mogadishu, capital da Somália, 30 de setembro de 2019 [Sadak Mohamed/Agência Anadolu]

Ao menos 76 combatentes do al-Shabaab foram mortos neste sábado (3) após eclodir um duro combate na região sudoeste da Somália, entre o exército nacional e forças do grupo terrorista filiado à al-Qaeda, segundo informações oficiais divulgadas pela agência Anadolu.

Outros dez militantes foram capturados pelo exército somali, após o al-Shabaab lançar um ataque contra bases em Bariire e Awdhigle, na região de Baixo Shabelle, pouco antes do amanhecer, relatou o general-brigadeiro Mohamed Tahalil à rádio militar.

Segundo o comandante de infantaria das forças nacionais, o grupo terrorista tentou atacar as bases em questão, mas foi derrotado, sob duras baixas.

Tahalil não mencionou baixas de sua parte, mas oficiais alegaram por telefone à Anadolu que o capitão do exército Abdirashid Mohamed Nur está entre os oficiais mortos no ataque.

“Fonte confiável; há um grande número de baixas em Bariire do lado do governo”, declarou o ex-Ministro de Segurança Pública Abdirizak Mohamed em sua página do Twitter. “Baixas em Awdhigle ainda são desconhecidas”.

LEIA: Somália apela por financiamento urgente para ajudar 2,7 milhões de pessoas

“O Exército da Somália matou dezenas de combatentes terroristas, incluindo líderes, após o al-Shabaab atacar bases militares em Awdhigle e Bariire, no Baixo Shabelle”, reportou o chefe do exército Odawaa Yusuf Rageh à imprensa estatal.

Abdifitah Qasim, ministro adjunto de defesa nacional, também confirmou a ofensiva do al-Shabaab e enalteceu as forças de elite conhecidas como Gorgor por repelir os ataques.

Os combatentes do grupo terrorista investiram com veículos carregados de explosivos contra bases militares do governo central, segundo fontes anônimas. O al-Shabaab também disparou morteiros contra Sabiid e Anole e detonou carros-bomba em Lafoole.

A organização filiada à al-Qaeda alegou ter capturado veículos militares e implicado na morte de 47 soldados do exército nacional, durante o ataque contra a base em Bariire, região agrária a 73 km da capital Mogadishu, recentemente recapturada das forças extremistas.

LEIA: Turquia entrega quartéis militares à Somália

Categorias
ÁfricaNotíciaSomália
Show Comments
Show Comments