Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Facções palestinas criticam Nasser Al-Qudwa por comentários ‘ofensivos’

Nasser Al-Qudwa, membro do Comitê Central da Fatah e parente do falecido líder palestino Yasser Arafat, na cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 18 de janeiro de 2017. [Abbas Momani/AFP/Getty Images]
Nasser Al-Qudwa, membro do Comitê Central da Fatah e parente do falecido líder palestino Yasser Arafat, na cidade de Ramallah, na Cisjordânia, em 18 de janeiro de 2017. [Abbas Momani/AFP/Getty Images]

As facções palestinas criticaram no sábado as declarações “ofensivas” feitas pelo oficial demitido do Fatah, Nasser Al-Qudwa, que afirmou que todos têm problemas com os movimentos políticos islâmicos.

Em uma entrevista à TV francesa, Al-Qudwa afirmou: “Todo mundo tem problemas com movimentos políticos islâmicos ou com o Islã político”.

O Movimento de Resistência Islâmica Palestina Hamas disse que as observações de Al-Qudwa “acompanham as resoluções americanas e sionistas com o objetivo de dilacerar os palestinos e expandir a divisão interna”.

Em um comunicado oficial, cuja cópia foi enviada ao MEMO, o Hamas acrescentou: “Os palestinos têm uma longa história de resistência baseada na pluralidade política sem hostilidade, exceto com a ocupação israelense que tem trabalhado dia e noite para judaizar nossos locais sagrados, profaná-los, anexar a Cisjordânia ocupada e impor um cerco a Gaza”.

Enquanto isso, o líder da Jihad Islâmica Anwar Abu Taha disse a Al-Quds Al-Arabi que os movimentos palestinos não buscam “autoridade falsa, mas resistência islâmica nacional para libertar a Palestina”.

LEIA: Democracia é a ordem do dia para a luta palestina

Ele acrescentou: “É melhor para aqueles a que se refere Al-Qudwa terem problemas com a ocupação israelense, que é o inimigo central dos palestinos, não com qualquer partido que esteja trabalhando para libertar a Palestina e manter a unidade nacional”.

Al-Qudwa, que foi demitido do Fatah na semana passada, se recusa a concorrer em uma lista unida com o Hamas para as eleições parlamentares.

Seus comentários geraram polêmica entre os palestinos nas redes sociais, já que ele foi duramente criticado e descrito como uma tentativa de dissolver a comunidade palestina.

Usuários de mídia social consultaram sua lista eleitoral e expuseram a corrupção de muitos de seus membros, incluindo ex-membros do Fatah e funcionários da Autoridade Palestina (AP).

É importante notar que Al-Qudwa registrou sua residência como Faixa de Gaza, não França, porque os candidatos ao parlamento devem viver permanentemente dentro dos territórios palestinos.

Categorias
Eleições PalestinasNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments