Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Esforços para unir a esquerda palestina fracassam

Bassam Al-Salhi, membro do comitê executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), em Pequim, China, 23 de novembro de 2012 [Mark Ralston/AFP via Getty Images]
Bassam Al-Salhi, membro do comitê executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), em Pequim, China, 23 de novembro de 2012 [Mark Ralston/AFP via Getty Images]

Bassam Al-Salhi, secretário-geral do Partido Popular Palestino (PPP), anunciou neste domingo (28) que sua legenda não obteve êxito em unir a esquerda palestina, segundo informações divulgadas por agências de notícias locais.

Al-Salhi, membro do comitê executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), lamentou a falta de aliança entre os grupos de esquerda. Porém, reiterou a disposição de seu em cooperar com qualquer facção democrática ou progressista em nome da união.

Al-Salhi destacou que seu partido mantém prioridade no trabalho conjunto para alcançar os objetivos nacionais, entre os quais conquistar dignidade e democracia ao povo palestino.

“Continuaremos lutando por união entre a esquerda em nível popular, a fim de cooperarmos devidamente no campo das lutas sociais”, declarou.

Al-Salhi confirmou ainda que a lista de candidatos de seu partido para as iminentes eleições parlamentares palestinas está quase completa, em coligação com grupos que concordaram em filiar-se ao programa socioeconômico apresentado.

LEIA: Democracia é a ordem do dia para a luta palestina

Categorias
Eleições PalestinasNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments