Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Síria é segura para o retorno dos refugiados, alega Dinamarca

A Dinamarca declarou que parte da Síria já é segura para o retorno dos refugiados, a despeito da guerra em curso, ao revogar o visto de residência de 94 cidadãos sírios no país europeu.

A Dinamarca declarou que parte da Síria já é segura para o retorno dos refugiados, a despeito da guerra em curso, ao revogar o visto de residência de 94 cidadãos sírios no país europeu.

Segundo o governo dinamarquês, os refugiados podem enfim retornar a seu país, pois sua área de origem, nos subúrbios de Damasco, capital da Síria, está pacificada.

Em janeiro, o Ministro de Imigração da Dinamarca Mattias Tesfaye advertiu: “Deixamos claro a todos os refugiados sírios que seu visto de residência é temporário e pode ser revogado caso o asilo não seja mais necessário”.

Os refugiados serão enviados a campos de deportação, mas o retorno será voluntário, segundo o novo plano de Copenhagen.

Cerca de 350 cidadãos sírios terão ainda seu status reavaliado, além de 900 casos já abertos pelo governo, em 2020, quando o plano de retorno ainda estava sob consideração.

Entretanto, grupos de direitos humanos alertaram contra a medida, ao observar que, apesar das garantias concedidas pelo presidente sírio de Bashar al-Assad, muitos refugiados que retornaram foram prontamente presos e torturados pelo aparato de repressão do regime.

LEIA: A maioria dos refugiados sírios sofre de estresse pós-traumático, diz organização

Categorias
DinamarcaEuropa & RússiaNotíciaOriente MédioSíriaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments